terça-feira, 31 de março de 2009

ADOECIMENTO NO TRABALHO - RH

ADOECIMENTO NO TRABALHO COMPONENTES DO GRUPO:

Adriana Medeiros

Angélica Nunes

Ivanilda Camelo

Luiz Alberto

Rodrigo Luis

MEDICINA DO TRABALHO

  • A Medicina do Trabalho representa um dos prismas da Saúde do Trabalhador.
  • Com finalidade de promover e proteger a saúde das pessoas envolvidas no exercício do trabalho.
  • Cabe ao médico do trabalho programar os planos de proteção à saúde do trabalhador, tanto no campo da Medicina do Trabalho como no campo da medicina em geral.

OBJETIVO DA MEDICINA DO TRABALHO

  • Prevenção dos maus efeitos do trabalho sobre a saúde dos trabalhadores;
  • O foco central da Medicina do Trabalho é a patologia do trabalho, os entraves para a produção e, portanto não é a saúde do trabalhador.

FUNÇÃO DO MÉDICO DO TRABALHO

  • É necessário que o médico do trabalho tenha conhecimento profundo dos efeitos do trabalho sobre a saúde. Isso implica, necessariamente, estudo o mais completo possível da relação trabalho-doença;
  • Outra importante função do médico do trabalho é a educação sanitária;
  • A Organização Internacional de Saúde ressalta a grande importância dos registros médicos e que os serviços ocupacionais devem registrar em prontuários pessoais e confidenciais todos os dados referentes à saúde de cada trabalhador da empresa.

SAÚDE DO TRABALHADOR

  • Lei Orgânica da Saúde: (Art. 6º parágrafo 3°): “[...] entende-se por saúde do trabalhador [...] um conjunto de atividades que se destina, através das ações de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária, à promoção e proteção da saúde dos trabalhadores, assim como visa a recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho.

ADOECIMENTO E SUAS CAUSAS

  • Vários fatores contribuem para esse adoecimento coletivo, tais como péssimas condições de trabalho, falta de segurança e autonomia e exposição freqüente a situações de extremo desgaste físico e mental, provocados pela necessidade de cumprir metas. Esse cenário tem levado o indivíduo a viver uma luta frenética e desigual.

DOENÇAS RELACIONADAS AO TRABALHO

  • A definição da Organização Mundial de Saúde, que observa a saúde do ser humano como: “o completo bem estar biológico, psicológico e social e não apenas a ausência de doença”;
  • Vieira (1996) coloca que a doença profissional é caracterizada como sendo aquela produzida ou desencadeada pelo exercício de trabalho peculiar a determinada atividade e, a doença do trabalho, é caracterizada como aquela adquirida, ou desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado.

ALGUMAS DOENÇAS RELACIONADAS AO TRABALHO

  • Depressão: afeta cerca de 15% da população mundial, isto é, aproximadamente 900 milhões de pessoas. É a principal causa da queda na produtividade profissional acarretando, como conseqüência, ansiedade, angústia e medo;
  • Estresse: pode ser causado pelo aumento da competição no trabalho, dificuldades do dia-a-dia, medo da perda do emprego e também devido ao avanço tecnológico;
  • Fadiga: provocado pela inadequação do processo de trabalho provoca uma diminuição da capacidade do organismo produzir e conseqüentemente, a queda na qualidade de trabalho do indivíduo. É causada por um trabalho contínuo sem motivação para executá-lo. “É um desgaste de energia física e mental”
  • Lesões por Esforços Repetitivos/ Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/ DORT):São doenças dos ossos, músculos e tendões que afetam, principalmente, o pescoço e os braços e que são causados pelo exercício do trabalho. Os trabalhadores com LER/DORT têm direito a CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho), o que garante o reconhecimento do adoecimento pelo trabalho.
  • As causas mais comuns são: Movimentos repetitivos; postos de trabalho inadequados,que levam o trabalhador a permanecer em posturas incorretas; atividades de trabalho que exigem força; vibração; ferramentas de trabalho inadequadas;ritmo de trabalho intenso; horas-extras; pressão das chefias; e exigência de produtividade (metas de produção) e qualidade.

PREVENÇÃO DO ADOECIMENTO NO TRABALHO

  • Riscos isolados, não dá mais conta da explicação de por que adoecem os trabalhadores. Os riscos, na realidade, não se somam, mas se potencializam.
  • Ambiente de trabalho compreendido no sentido mais amplo: não apenas riscos isolados, mas a organização do trabalho, relações de trabalho, diversos fatores somando-se e contribuindo de forma multicausal para o adoecimento.
  • Prevenção significa abordar as causas na sua fonte, analisando os ambientes de trabalho, para a eliminação/minimização dessas causas ou a redução de sua influência, bem como conscientizando os empregados em todos os níveis, inclusive empregadores, para a sua efetiva participação no programa.

  • Uma abordagem sistêmica, integral, faz-se necessária para esse entendimento, apontando saídas para a possível prevenção. Ao avaliar cada risco isoladamente, não deixando escapar coisas fundamentais como: ritmo de trabalho, repetitividade, pressão psicológica, assédio moral, etc.
  • Com a prevenção do adoecimento no trabalho, automaticamente se obtêm uma qualidade de vida para os colaboradores da empresa, gastos reduzidos com auxílio-doença entre outros.

PREVENÇÕES

  • Empregadores e empregados devem unir esforços no sentido de aprimorar o ambiente de trabalho, pela análise dos equipamentos, tarefas, sistemas e organização do trabalho. Manter um ambiente de trabalho seguro e saudável é responsabilidade do empregador e deve contar com a colaboração dos empregados.

OS BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA PARA A SAÚDE DO COLABORADOR

  • Algumas empresas investem na saúde de seus funcionários possibilitando a prática de atividades físicas (Ginástica laboral). Os benefícios incluem”:
  • Redução do estresse e depressão;
  • Redução das doenças cardiovasculares;
  • Aumento da auto-estima e bem estar (Pessoas mais ativas e motivadas);
  • Aumento da produtividade;
  • Redução do isolamento social

BENEFÍCIOS PARA O COLABORADOR (QVT)

  • Qualidade de vida no trabalho é o conjunto das ações de uma empresa no sentido de implantar melhorias e inovações gerenciais, tecnológicas e estruturais no ambiente de trabalho(Limonge-França, 1996).
  • Estilo de vida que as pessoas almejam: É procurar integrar suas necessidades individuais, familiares e de carreira.

BENEFÍCIOS PARA A EMPRESA

  • Aumento da produtividade;
  • Redução do índice de absenteísmo;
  • Diminuição dos custos médicos;
  • Diminuição da rotatividade na mão-de-obra;
  • Melhora da imagem dos funcionários.
  • O trabalhador, de acordo com a sua respectiva área profissional, podendo despertar as habilidades latentes do trabalhador, melhorando a sua qualificação, o que certamente proporcionará um melhor desempenho no trabalho. Trazendo benefícios para a sua saúde, tornando o ambiente de trabalho mais agradável.

REFERÊNCIAS

A Saúde do trabalhador. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/area.cfm?id_area=928>.Acesso em: 22 de março de 2009, às 11 horas e 57 minutos.

Da medicina do trabalho à saúde do trabalhador. Disponível em: http://www.recursoshumanos.sp.gov.br/qualidadedevida/servicos/prevencao_doencas/Da%20medicina%20do%20trabalho%20à%20saúde%20do%20trabalhador.pdf>. Acesso em: 22 de março de 2009, às 12 horas e 52 minutos.

LER:Um problema social. Disponível em: <http://www.campinas.sp.gov.br/saude/eventos/ler_dort_program.htm>. Acesso em: 19 mar. 2009, às 21h e 41 min.

O médico do trabalho e sua percepção sobre o sofrimento psíquico relacionado ao adoecimento no trabalho. Disponível em: http://inf.unisul.br/~psicologia/wp-content/uploads/2008/07/MoniqueMoreiraBez.pdf. Acesso em: 19 de mar. 2009, às 20 h e 43 min.

O Estresse no Ambiente de Trabalho. Disponível em: www.pedagogiaemfoco.pro.br/pemp05.htm. Acesso em: 22 mar. 2009. Ás 13h e 40 mim.

Quando o trabalho Adoece. Disponível em: http://www.walkmedia.com.br/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=64. Acesso em: 21 de março de 2009, às 23 horas e 35 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário